domingo, 7 de dezembro de 2008

Reflexão


Palavras ao Vento


Olá! Neste momento, começa um interessante bate-papo que nos unirá, acredito, durante um bom tempo. Quero conversar com você sobre a vida e suas nuances. São palavras soltas ao vento... Sim, você entendeu bem, são simplesmente palavras... Vivemos em tempo de crise na economia, na educação, na saúde, no emprego, que afetam nosso modo de vida, nossas atitudes e nossos valores. Por isso, precisamos ser fortes e resistir aos obstáculos que surgem à nossa frente. Vamos ter esperança de que podemos vencer as dificuldades, ou seja, fazer a nossa parte. Como? Depende de cada um de nós! Basta querer, basta ser... Seja persistente, seja criativo, seja cidadão.. lute pelos seus direitos, mas não esqueça dos seus deveres. Seja um agente transformador de sua realidade. A Educação é sempre um caminho a seguir e incentiva o saber transformador e repudia o aprender passivo. Não queremos alunos robôs em nossa escola, pois sonhamos com aprendizes de cidadania. Queremos ser educadores de alunos que buscam o questionamento e não a inércia. O cérebro não é um compartimento com gavetas nos quais depositamos os conteúdos e temas estudados. Desta forma, não há aprendizagem significativa. Portanto, que venham alunos expressivos, participativos, conscientes do papel que a Educação desempenha em sua trajetória de vida. Estaremos esperando de braços abertos, prontos para incentivá-los e buscando um Ensino de qualidade para todos de forma igualitária.


Até mais!

Por Patrícia Siqueira Tavares

Vice-diretora-E. M. Maria Arlete A. Araújo

Graduada em Letras

Pós-graduada em Administração Escolar


Um comentário:

Carla disse...

Suas palavras são profundas e nos levam à reflexão. Todos os educadores deveriam ler e refletir sobre suas responsabilidades, sempre procurando fazer o melhor.

Carla - Ribeirão Preto - SP

Livro Informativo - Projetos 2º Semestre

2º lugar - Festival de Bandas 2010

A poesia desperta o interesse pela leitura e a inspiração para escrever.